segunda-feira, 25 de julho de 2016

PEDAL RÁPIDO ATÉ PONTA NEGRA

Neste domingo, 24 de julho de 2016 fiz um giro rápido até a Praia de Ponta Negra. 
Destaco no caminho um problema causado por um acidente na via, que deixou na curva de subida do Viaduto de Ponta Negra na passagem de pedestres um estreito que dificulta o trajeto no local. É preciso ter cuidado quem anda no trecho e mais uma vez fica o alerta para que seja feita a devida manutenção no local.

Porém, existem lugares e trechos que também precisam de atenção. Sempre pedalo pelas ruas de Natal, e precisamos sempre manter-se atentos tanto ao tráfego de veículos quanto a própria via onde se pedala. Infelizmente as maiorias das vias não tem a ciclovia ou faixa de segurança para ciclistas, e precisamos contar com o bom senso das pessoas. 
Mas ao fim devemos aproveitar as ocasiões e lugares que decidimos ir. É importante que em todo o percurso evitemos conversas paralelas caso estejamos com outras pessoas, sigamos o trajeto com atenção e, assim o deslocamento se torna rápido, seguro e com certeza ao chegar no local que decidiu ir, terá o tempo suficiente para conversar a vontade. 

Lembrando que também é importante todo o planejamento antes da saída para o passeio. Veja os equipamentos de segurança da bike, e também os seus, se estão todos funcionando e disponíveis, não esqueça a água, e também alimentos que possam repor rapidamente as suas energias (por exemplo: rapadura), e a roupa apropriada para fazer o pedal com segurança e conforto.
É importante também a pontualidade. Item que não pode ser esquecido, pois quando se pedala em grupo devemos respeitar o outro, e estar no local marcado para saída conforme o combinado, se houver claro algo inusitado, como pneu furado, corrente quebrada, isso com certeza se você planejou antes será contornado não na hora da saída mas antes mesmo do tempo limite. 
Não esqueça de fazer alongamentos para aquecer o corpo para o pedal, seja curto ou de longa distância lembre-se de cuidar do corpo fazendo os exercícios necessários para que não cause lesões em você mesmo ao pedalar. 
Enfim, seguindo as dicas com certeza você terá mais aproveitamento do passeio, menos desgaste físico e tornará o contato com os outros mais proveitoso. Não pare, continue a pedalar e seja exemplo para as pessoas que desejam mas que ainda não tem oportunidade de pedalar, lembre-se: você tem uma grande oportunidade em pedalar, cuida da saúde, faz amigos e conhece lugares. 



TEXTO: JOSENILSON ARAÚJO
FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

quarta-feira, 20 de julho de 2016

POR QUE PEDALAR?


             Muita gente ainda faz essa pergunta. E faz essa pergunta porque na verdade ainda não compreendeu como o esporte é importante para a vida de quem pratica. 
                 Muitos desde criança tiveram o contato com a bicicleta e, por talvez não ter a orientação correta quanto a adequação da bicicleta a si, foi aos poucos deixando o pedalar. 
                   A grande fascinação nasce do poder ir a lugares que muitas vezes não são alcançados por outro meio de locomoção. Por ser um esporte democrático e que não tem distinção, atraí muitas pessoas que buscam além do condicionamento físico uma prática saudável para viver. A uma gama de atividades esportivas que utilizam a bicicleta como ferramenta de atividade física, sem falar das pessoas que diariamente utilizam a bicicleta para o trabalho. 
                    

              Seja pedalando para o trabalho, seja praticando por esporte, pedalar é sem dúvida uma sensação indescritível porque quem pratica o esporte tem além do condicionamento físico, o prazer em sentir as sensações do ambiente que escolhe pra praticar o esporte. Seja na praia, a brisa, o vento, os sons, sem falar da beleza dos lugares que podem ir. 

                Outro ponto importante é a unidade através do grupo que se reúne e vai pedalando por vários lugares. Mas seja pedalando sozinho, ou em grupo a sensação é sempre a mesma. Satisfação em poder sentir os lugares que percorrem, pois se entra em contato direto com a natureza quando se busca ela, e também as sensações ao pedalar na via urbana. Claro que cuidados e atenção devem estar presentes em todos os lugares, pois tanto quanto em meio a natureza ou na cidade o ciclista está exposto a alguma eventualidade. 
                 Mas riscos temos todos os dias, seja a pé, dirigindo carro, moto, ou andando de ônibus. Porém, a diferença entre todos estes é que pedalar o faz livre e, responsável pelo destino que deseja chegar. E assim como caminhar, o ato de pedalar faz bem a saúde, claro que aliado com o devido cuidado com a saúde, a alimentação e como você vive a vida. 
                     Quem faz parte deste mundo sabe muito bem do que falo, e pode até melhor descrever tudo isso, porém sempre aprendemos todo dia, em cada caminhada, em cada pedalada. E mesmo que você faça o mesmo percurso todos os dias, sempre há algo novo que aprende. 
                   Por isso, convido você que ainda não pedala em dar essa chance a você mesmo, com certeza será uma paixão para toda sua vida. Bom pedal pra você e curta a vida com saúde, amizade e cuidado. 

Texto: Josenilson Araújo
Fotos: Arquivo Pessoal


quarta-feira, 13 de julho de 2016

AJUSTE SUA BIKE A VOCÊ

      Sente dores ao pedalar? 
      Então verifique se a bike está ajustada para você. 



       Muitas pessoas perdem o prazer em pedalar por não saber que alguns ajustes são necessários para que o esporte não prejudique a saúde. 
       Assim como todos os equipamentos para exercícios, a bicicleta precisa ser ajustada ao ciclista. Se não forem feitos esses ajustes, com certeza potencializará algum problema de saúde existente ou causará algum. 
       Cada pessoa tem um biótipo e, ajustar a bicicleta é fundamental para que o bem-estar e prazer ao pedalar aconteçam. Um ajuste importante é a altura do selim que, deve estar na faixa do quadril. E ao pedalar a perna não pode ficar totalmente estendida mas sim ligeiramente flexionada. 

       Outro ponto importante é o ajuste das manetes de freio e passadores que precisam estar numa posição adequada para não causar problemas tanto nos punhos como nas mãos.
             A sugestão para quem quer praticar o ciclismo como esporte, é fazer o bike fit que, fará medidas e ajustes além de, indicar o tamanho adequado do quadro a seu biótipo.
Acesse esse link e veja mais: 
http://www.webbikers.com.br/blog/?p=998 

           Procure profissionais qualificados para que a prática esportiva seja uma experiência boa em sua vida e não momentos que preferiria esquecer. Veja o que precisa ser ajustado e bom pedal. 

Texto: Josenilson Araújo
Fotos: Arquivo pessoal e também do site http://www.webbikers.com.br/blog/?p=998 



 

terça-feira, 12 de julho de 2016

ALÉM DO PEDALAR

               Quando o ciclismo entrou em minha vida, pensei que conhecia tudo sobre andar de bicicleta. Pois, desde adolescente que pedalo, porém ser ciclista amador (como me defino), é um passo importante que requer além do saber pedalar, conhecer a bicicleta e tudo o que precisa se conhecer para fazer dela uma companheira, não somente nas horas que precisamos fazer pequenas coisas e também percorrer grandes distâncias.
             


       Ter conhecimento em pedalar foi um passo importante para que hoje pudesse fazer do ciclismo um meio bem particular para fazer amigos e conhecer lugares. A grande satisfação na verdade é colher os frutos que o esporte pode proporcionar, o condicionamento físico e a grande ajuda em poder ser um canal de alívio para as coisas que acontecem na vida. 
        Busco sempre fazer da prática esportiva uma meta que impulsiona a vencer desafios pessoais. O primeiro desafio que venci foi poder ir de casa para o trabalho pedalando, pois o trajeto é bastante difícil uma vez que não há ciclovia ou faixas para a segurança e isso fez com que, vencesse meu medo de ir além da minha limitação. 

          Com frequência mantenho a prática esportiva um nível acima do lazer, busco levar com seriedade o que faço, mesmo não fazendo competições estou sempre aprimorando o conhecimento sobre o que faço, pois não basta somente pedalar, precisamos também conhecer a mecânica, a postura, e a funcionalidade da bicicleta, uma vez que estando só na prática esportiva, preciso saber fazer manutenção emergencial como, trocar uma câmara de ar furada, ajustar freios, ver altura do selim para poder melhorar o desempenho e a própria saúde, além manter a bicicleta sempre pronta pra novos desafios. 

       Sou uma pessoa que vivo intensamente o que gosto de fazer, e por isso busco cada vez melhorar meu ritmo, e a experiência em pedalar. Pois com segurança não se brinca, e não deve-se descuidar. Sabemos que, muitas vezes não é culpa do ciclista o acidente que acontece, porém tentamos amenizar as consequências de algo que nos venha acontecer. 
      Andar com segurança requer não somente o cuidado pessoal com os acessórios, mas também cuidado com tudo e todos no caminho, pois a segurança minha depende do que posso fazer pela segurança das outras pessoas. 
          Quem pratica o ciclismo sabe o prazer de pedalar e seguir adiante, de não ficar preso no trânsito, de sentir a brisa do vento, o cheiro da natureza. Os pingos da chuva, o sol forte, enfim estar não a contemplar somente a natureza mais poder de todas as formas senti-la. Isso faz toda diferença. Seja na praia, nas trilhas ou área urbana, são momentos únicos que ficam na memória de todos que amam o ciclismo. 

Texto: Josenilson Araújo
Fotos: Arquivo pessoal