sábado, 11 de fevereiro de 2017

CONHECER PARA SUPERAR DESAFIOS

A limite que precisamos vencer. Meu medo em pedalar pela cidade foi um deles, que com esforço e dedicação venci. 
Mas, assim como na vida, no esporte conhecimento é tudo. Muita gente faz do ciclismo um hobby, uma profissão, uma paixão. Eu faço do ciclismo um estilo de vida, claro que não sou perfeito e nem sigo todos os requisitos de um atleta, tento por experiência disciplinar a alimentação, e a prática esportiva. 
Mas, vencer os medos, e o medo de pedalar além do meu limite, foi um desafio que venci com conhecimento, busca constante dele. Pois fazer algo que se gosta é importante, e conhecer o que se gosta é fundamental. 
Falo sobre conhecimento pois, fazem quase três anos que participo de um grupo de ciclistas amadores, o KMC - Keimando Calorias, criado pelo amigo Douglas Fabiano e sua esposa Ana Lúcia, que buscam com o esporte melhor qualidade de vida e incentivo à outras pessoas a pratica do esporte. 

O conhecimento do que se faz é fundamental, pois dá segurança, dá respeito ao que se pratica e acima de tudo a certeza de que se está fazendo o que é certo. Quando iniciei pedalar no grupo, meu foco anteriormente era utilizar a bicicleta como meio de locomoção, coisa simples do dia-a-dia, e limitava o trajeto a parte do bairro onde moro e bairros vizinhos, sem ter que pedalar em lugares com fluxo intenso de veículos. Isso me assustava. 
Na empresa onde trabalho, um amigo sem muito conhecimento mas com boa vontade dava suas pedaladas de casa para o trabalho e, assim comecei a me incentivar a tentar fazer o mesmo, mas antes de tudo procurei ver em que ele falhava, pois alguns dias ele faltava devido a bicicleta quebrar, furar pneu, ou por não fazer o conserto ou revisão a tempo. 
Então, analisando o que ele acertava e avaliando os erros comecei a pesquisar o que é ser um ciclista, quais vantagens e desvantagens eu tinha para também realizar o trajeto para o trabalho, e o que precisaria para enfim, por em prática esse objetivo. Vencer o medo do trajeto foi o primeiro desafio. Mas com fé em Deus, venci o primeiro dia, e os seguintes que vieram. 

O amigo saiu da empresa, porém o ciclismo permaneceu em mim, tanto que a cada momento busco fazer do ciclismo uma meta a ser sempre superada a cada dia que vou e volto do trabalho. Consequência da vitória sobre o medo, foi começar meu condicionamento físico, onde consegui emagrecer visivelmente, e principalmente com o esforço que busco ter no esporte. 
Mas, o conhecimento me ajudou a ir mais longe, pois assim como ser um bom motorista requer saber além das leis que regem o trânsito é preciso conhecer o veículo que tem, seus limites, sua mecânica, evolução e assim poder em alguma dificuldade poder pelo menos trocar um pneu furado, ou regular o que precisa no motor, ou no veículo por assim dizer.
No meu caso conhecer ou buscar sempre conhecer o que envolve andar de bicicleta, e conhecer a própria bicicleta como, componentes, manutenções, ajustes é importante para ter confiança e segurança tanto no que faço quanto para onde vou. 
A busca do conhecimento não pode se limitar em área acadêmica, deve se estender em todos os campos da vida, do lazer, do esporte, e assim por diante. Fará toda diferença essa busca do
conhecimento, pois ajudará você a vencer seus limites, conhecer o que pratica, e acima de tudo trazer segurança para a própria vida, falando isso no literal. Sim, pois ao ser ciclista numa cidade onde não há ciclovias em todas as áreas urbanas, trechos com vias esburacadas, sem acostamento, se torna essencial o conhecimento para a sobrevivência nessa já chamada SELVA DE PEDRA. 
Por isso, ressalto à todos, que seja pedalando, trabalhando, em lazer, busque sempre conhecer as coisas, as atividades, os meios que melhoram seu desempenho. Com certeza você terá aproveitamento de tudo e estará agindo com segurança e consciência de que isso é fundamental: estar seguro. Dar segurança para os demais. 
Conhecimento, salva vidas. 

Texto: Josenilson Araújo
Fotos: Arquivo pessoal